Meditação Loving Kindness gerando sentimentos

09/02/2016 | Por:
Compartilhe

Essa meditação é utilizada para o cultivo de uma atitude amistosa, cuidadosa, de abertura, permissão e interesse, dirigida não só às pessoas, mas para todos os seres e situações da vida. Metta é a palavra em Pali que se refere a esse estado e foi traduzida em inglês de diferentes formas, como Loving Kindness, Unconditional Love (amor incondicional) e Friendliness (estado amigável, afável). Em português ainda não encontramos nenhum termo apropriado para traduzir Metta.

Loving Kindness é normalmente ensinada junto à Mindfulness. Nessa prática utiliza-se ativamente pensamentos, imagens e até a memória para o cultivo de sentimentos positivos. A ideia de cultivar implica que todos nós temos ´sementes´ ou potenciais para esses estados mentais saudáveis. Portanto, não é preciso cria-los, mas sim nutri-los em um processo de aprendizado progressivo.

LOVIND KINDNESS

Para o budismo, quando se tem uma visão clara da realidade Metta surge espontaneamente. Portanto, a prática profunda de Mindfulness já nos levaria a esse estado. Porém, pode-se aprender a através de práticas meditativas a se cultivar Metta, gerando uma atitude de abertura, curiosidade e gentileza com a vida. Os sentimentos de tranquilidade e interesse que experimentamos ao lado de bons amigos, ou o amor profundo e aceitação que existem na ligação entre a mãe e seu filho recém-nascido, são usados como metáforas para Loving Kindness.

Para Sharon Salzberg, Loving Kindness poderia simplesmente ser entendido como um amor que exclui apego, dependência, ou mesmo condições: “eu te amo, desde que…”.

De uma forma resumida, a prática inclui a repetição de frases, a lembrança de situações e imagens que despertam estados como paz e segurança. No início da meditação o praticante dirige o estado para si mesmo e vai ampliando, incluindo amigos, pessoas neutras, difíceis até terminar com uma amor para todos os seres vivos.

Contato

Fale Conosco