O que é meditar?

Quando sento e fico pensando estou meditando?
A atividade de meditar envolve dois elementos fundamentais: a intenção e a suspensão do pensamento lógico. Portanto é diferente do devanear ou pensar sobre um tema ou problema. Nas diferentes maneiras de se meditar, podem-se usar imagens, sons, movimentos, posturas e muitas vezes misturam-se esses elementos. Há inúmeras maneiras de se classificar as meditações e aqui vamos dividi-las em dois grupos: quanto ao movimento (ativas ou estáticas) e quanto ao foco (concentração ou Mindfulness).

I – Quanto ao movimento:

  • Meditação estática: o praticante fica imóvel, podendo manter-se sentado, deitado ou em alguma postura como na Ioga.

  • Meditação ativa: utiliza vários tipos de movimentos, que incluem desde um simples caminhar até movimentos complexos, como as danças circulares e o Tai Chi.

II – Quanto ao Foco
Para Jon Kabat-Zinn*, o criador do programa mais importante de Mindfulness (Mindfulness Based Stress Reduction ou MBSR), há dois grandes tipos de meditação: concentração e Mindfulness (ou “awareness”).

  • Concentração: envolve a sustentação da atenção para um ponto específico. Qualquer outra atividade mental é considerada uma distração. O objeto da atenção pode ser: um mantra (som mental); a respiração; uma imagem; um koan (da tradição Rinzai Zen).

  • Mindfulness esta prática pressupõe manter a atenção estabilizada. Contudo, em vez de restringir a atenção para um objeto, aprende-se a realizar uma observação imparcial ao momento presente. Desenvolve-se assim, a capacidade de manter-se a atenção a objetos que variam constantemente.

* An outpatient program in behavioral medicine for chronic pain patients based on the practice of Mindfulness meditation – Kobat-Zinn, J. – 1982

Entre as várias definições de Mindfulness disponíveis, escolhemos a de Kabat-Zinn:

“É o estado de consciência que surge quando
se presta atenção, propositadamente e sem julgar,
às experiências que se sucedem,
momento a momento”.

Mindfulness-based intervention in context: Past, Present and Future Kabat-Zinn (2003,p. 145) P. 19a

Contato

Fale Conosco